segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Linguiça feita na frente do freguês

Marcelo Conceição, que faz consultoria em agronegócios, estudos e diagnósticos para estabelecimentos comerciais, é, também, um especialista em corte de carnes e acaba de colocar no mercado uma excelente lingüiça de cordeiro, sem conservantes, preciosa para se comer assada como aperitivo. Marcelo também é conhecido por Marcelo Bolinha, da tradicional Casa de Carnes Bolinha (rua José do Patrocínio, 980), aquela produtora da famosa lingüiça apimentada Do Bolinha.
O Marcelo está planejando para o início de 2010 a abertura de uma área no açougue onde o cliente vai chegar, escolher a carne que quer picar e selecionar os temperos que quer colocar na lingüiça. A carne será selecionada, picada, misturada e temperada na frente do freguês: bovina, suína, ovina e até frango. O freguês é quem vai decidir.
Eu irei lá escolher as partes mais nobres do cordeiro para fazer uma Linguiça à Danilo Ucha. Sem dúvida, vai ser cara, por causa das carnes, mas terá tudo para ser maravilhosa. Porque eu sou assim, aprendi com Henrique Dias de Freitas Lima, Procurador do Ministério Público, poeta, cantor, tocador de violão, caçador do arborícola, solitário, notívago e frugívoro Coendou prehensilis na pampa argentina, que, depois, preparava à escabeche - e criador de ovelhas, que se deve usar as melhores carnes se quisermos uma coisa boa: é assim com o charque de ovelha, é assim com o guisado para o quibe. Nada de pelancas, gorduras ou carnes de ovelhas velhas. Minha lingüiça vai ter carne de cordeiro e, por isso, será boa. E, repito, infelizmente, cara.

3 comentários:

Alvaro Antonio Arteche disse...

Peço desculpas, mas a carne de cordeiro não é cara. O produtor recebe pelo Kilo o mesmo valor que recebe pela carne de gado ou alguns centavos a mais. Talvez por ainda ser pouco consumida aqui em Porto Alegre e não haver uma distribuição de maior volume, os poucos que a comercializam explorem mais o consumidor.Mas seu preço de origem, não deixa grandes lucros para os criadores, como bem se sabe. Essa ideia de continuar repetindo isso vai acabar afastando os consumidores, gerando menor consumo e menor volume de vendas, portanto não favorece a venda do produto pelo preço adequado.

Paulo disse...

Ucha, eu entendi que você prevê que ela será cara comparada com as outras, pela qualidade do produto. Aliás, avise-me quando ela estará no mercado ...

Paulo Renato Rodrigues

Blog da menina legal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.