segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Mensagens I

......Olyr deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Mensagens":

Malvidina: então vamos ter que parar de tomar suco de uva pois a Concord tem muito desta antocianidina, tanto como monoglicosídeo como diglicosídeo (é a que dá a cor púrpura ao vinho e sucos). Como 3-glicosídeo, a malvidina é a principal antocianina nas Vitis vinfera e é ela o maior inibidor do crescimento de batérias patogênicas.A uva americana mais famosa da América do Norte, a que faz o famoso "Vinho do Missouri", a Norton, tem mais Malvidina diglicosada que a nossas Isabel e Concord.Eu não levaria a sério esses portugueses, afinal Brasil, a Embrapa, Estados Unidos, a Food and Drug Adminiustration, não me parecem ser empresas irresponsáveis para permitir um carcinogênico destes à solta pelas parreiras, mesas, sucos e garrafões de vinho.
Olyr Corrêa, do Rio
.................

Tannat

Danilo, é a primeira vez que te escrevo. Sou assiduo leitor da tua coluna mesmo morando ha muitos anos fora doRS. O comentario que quero fazer é a respeito da uva Tannat (pelo que vejotu deves gostar de vinho pois volta e meia colocas novidades a respeitodo assunto). Ocorre que nao é uma nova uva surgida no Uruguay. Ela temorígem na Franca (nao tenho cedilha no meu computador, desculpe) mashavia sido considerada desaparecida depois de uma praga que exterminoumuitas videiras naquele país. Isso deve ter uns 100 anos. Recentementeela foi redescoberta no Uruguay. A propósito é mais ou menos a mesmacoisa que aconteceu com a uva Carmenére que tambem havia desaparecido efoi "redescoberta" no Chile e hoje é considerada uma uva Chilena.Corrija se eu estiver errado. Um grande abraco. Sergio Rubert V. Santa Cruz de La Sierra BOLIVIA PS: nao sou enólogo ou coisa que o valha, somente aficionado ao assunto.
Resposta – A gente sabe esta história da tannat. O problema é que, ela reapareceu no Uruguai e os principais vinhos do país são tannat, a gente costuma dizer que tannat é a uva carecterística do Uruguai.
..............
Tannat II

Ucha, obrigado pela resposta e comentarios.Gostaria sim que voce me incluisse ao seu mailing.Uma pequena correcao, meu nome é Sergio e nao Roberto, o sobrenome é Rubert.Um grande abraco.Sergio RubertBolivia.

Um comentário:

Luciano disse...

Olá Ucha,
A Tannat nunca desapareceu na França. Talvez alguém confundiu com a lenda da Carmenère chilena, só isso. Os maravilhosos e super encorpados vinhos da AOC Madiran são elaborados exclusivamente com a uva Tannat.